739
Núcleo Histórico da Imprensa de Gutember e do Pentateuco de Faro
O Núcleo histórico está instalado na antiga Capela do Paço Episcopal. Construída em 1585, sendo logo a seguir, em 1596, alvo de saque e incêndio pelo Conde de Essex, Robert Deveraux (Reinado de Isabel I, de Inglaterra) durante o domínio espanhol nos Reinos de Portugal e do Algarve. A biblioteca privada do Bispo, que incluía o Pentateuco que integra atualmente o acervo da British Library de Londres. Em 1755, devido ao grande terramoto, estas instalações da Diocese do Algarve, foram destruídas e mais tarde recuperadas para a sua função eclesiástica. Decorrente da implantação da República em Portugal, a antiga capela foi profanada e ocupada pelos serviços da Marinha que, a partir de 1913 usaram este espaço para ginásio das forças militares. Sob a égide da Diocese do Algarve, foi adaptada a antiga Capela do Paço Episcopal (até 1913) para exposição da réplica do primeiro livro impresso em Portugal, em 1487, e cujo único exemplar, conhecido entre nós, integrava a biblioteca do Bispo (1596). Pretende-se, neste Núcleo, mostrar um pouco mais sobre a história da escrita e da imprensa, com os artefatos, imagens e recriação de momentos, que pretendem relembrar a evolução de alguns meios, que o Homem foi inventando e usando, para a difusão do conhecimento desde os primórdios. A impressão do Pentateuco (Samuel Gacon, 1487), fez de Faro a cidade-berço da imprensa em Portugal, daqui se difundindo para outras partes, pela utilização do prelo (de Gutenberg) que, por sua vez, também deu ao mundo a primeira Bíblia impressa, (1455), alargando sempre mais a sua divulgação. A invenção da imprensa constituiu um precioso e reconhecido meio de formação e de difusão do conhecimento.
Categorias
Castelos e museus Património
Região
Faro
Morada: Rua do Município, 16 (Antiga Capela do Paço Episcopal)
8000-398 FARO
Telefone: (+351) 289 804 478
Telemóvel: (+351) 925 701 323
Email: faro@pentateuco.pt